A computação em nuvem é cada vez mais uma realidade para empresas de todos os portes. A tecnologia sempre é recomendada, já que traz uma variedade de benefícios. Você sabe quais são as principais vantagens da computação em nuvem?

Investir em computação em nuvem é um diferencial competitivo para empresas hoje em dia. A tecnologia é compartilhada, escalável e oferece segurança, além de permitir uma boa escala de adaptação e agilidade para mudanças.

Mas qual é o momento ideal para migrar os servidores da empresa para a nuvem? Confira, a seguir, cinco indicativos.

Acesso móvel

Com os dados na nuvem, e consequentemente online, eles podem ser acessados em qualquer dispositivo. Isso significa que a computação em nuvem possibilita que as pessoas da empresa podem atuar em suas funções mesmo fora dela.

A computação em nuvem é recomendada quando é necessário otimizar a colaboração entre os funcionários.

Quando equipes precisam trabalhar juntas, mas estão distantes geograficamente, por exemplo, a tecnologia em nuvem resolve o problema. Sem ela, não é possível acessar um arquivo ou documento que está sendo utilizado em uma máquina.

A computação em nuvem permite que tudo fique acessível para mais pessoas ao mesmo tempo. Ela permite que tudo seja acessado no escritório, em casa ou em qualquer outro lugar, além de acessar em dispositivos móveis.

Segurança

A migração dos dados para a nuvem é uma opção mais segura do que deixá-los na empresa. A tecnologia permite uso de firewalls, criptografias e outros detalhes que aumentam ainda mais a segurança.

Nenhuma empresa quer passar por problemas como perda de dados, vulnerabilidade e invasões. Além de perda de dados, esses problemas podem significar perda de credibilidade e perda de espaço no mercado para o concorrente.

A computação em nuvem garante a segurança dos arquivos e dados.

Novas tecnologias

Outro grande benefício da computação em nuvem é a possibilidade de agilizar novos projetos, já que não é necessário, por exemplo, aumentar o servidor de banco de dados. Os recursos podem ser expandidos com facilidade, assim como podem ser reduzidos sem perdas.

Se, ao implementar uma nova tecnologia, é necessário adquirir novos equipamentos e comprar licenças, isso significará demora para que tudo comece a funcionar.

No mercado dinâmico de hoje em dia, a computação em nuvem minimiza e otimiza o tempo para adotar esses novos recursos. Por isso, ela deve ser considerada quando a equipe de TI precisa encurtar prazos com agilidade, qualidade e segurança.

Padronização

Armazenar dados em dispositivos como pendrives e HDs externos são alternativas populares. Mas, no caso de empresas, o mais recomendado é padronizar esse armazenamento, para que os dados sejam acessados de maneira fácil.

Com a computação em nuvem, os dados ficam alocados em um só lugar. Optar pelo cloud server significa eliminar custos de novas licenças e dar preferência à padronização.

Economia

O principal benefício de migrar para nuvem é a economia. A tecnologia significa economia em mão de obra de TI, energia e licenças de softwares. A computação em nuvem é recomendada até mesmo para pequenas empresas.

Nesses casos, quando o negócio começa a crescer, o armazenamento de dados precisa ser expandido. Comprar servidores pode ser uma alternativa cara e, além disso, demorada.

Ao migrar os dados para a nuvem desde o início, há maior facilidade em expandir os recursos tecnológicos ao mesmo tempo em que a empresa cresce.