No ambiente corporativo é prática comum terceirizar atividades estratégicas para atingir melhores resultados, seja em busca de eficiência, agilidade ou economia de recursos.

Dentre as áreas cujo desempenho é beneficiado por serviços externos está a Tecnologia da Informação (TI).

Neste artigo, veremos como funciona o Outsourcing de TI dentro das empresas.

Muitas organizações têm visto no serviço de TI terceirizado uma forma mais estratégica de lidar com o setor.

Para se ter uma ideia, basta resgatarmos um levantamento realizado pela consultora IDC em 2013.

Na época, a empresa estipulou que a terceirização em serviços e tecnologia já havia movimentado mais de 12 bilhões de dólares.

Apenas 5 anos depois, esse valor saltou para 85,6 bilhões.

O que é o Outsourcing de TI?

Os números apontam a popularidade da solução terceirizada, mas afinal, o que exatamente é o Outsourcing?

Em linhas gerais, o termo descreve uma fonte externa de serviços, neste caso, voltados para o segmento de Tecnologia da Informação (TI).

A prática implica, assim, na contratação de profissionais e empresas que atuam fora de uma determinada companhia.

Os fornecedores de serviços trabalham aspectos que não costumam fazer parte do core business da empresa que contrata o Outsourcing.

Através da atividade em questão, pode-se trabalhar a infraestrutura de TI, por exemplo. Neste caso será realizado o fornecimento, gestão, controle e manutenção dos sistemas presentes na organização.

Como funciona o Outsourcing de TI dentro das empresas em caso de serviços Offshore

O Outsourcing pode ser aplicado de três formas dentro das empresas: Offshore, Onshore e Nearshore.

No primeiro caso, o serviço oferecido não se encontra no país da organização contratante.

É uma alternativa comum para alocação de infraestrutura barata localizada em países emergentes, como China e Índia.

Todo o atendimento ocorre de forma remota, auxiliado por tecnologias como o VoIP.

Terceirização Onshore e Nearshore

A terceirização mais frequente é o Outsourcing Onshore, ou seja, é aquela onde a empresa parceira está localizada na mesma região.

Aqui, o atendimento com frequência acontece no local e não apenas remoto. Existe ainda a modalidade Nearshore, similar ao Offshore, mas com a diferença de que o país que oferece o serviço costuma ser um vizinho geográfico.

Os serviços em sua aplicação prática: ITO para infraestrutura, sistemas e telecomunicações

Deixemos de lado a categorização para entender na prática como funciona o Outsourcing de TI dentro das empresas.

As atividades terceirizadas no Information Technology Outsourcing (ITO) podem ser de infraestrutura, sistemas e telecomunicações.

Em cada segmento listado são destacados especialistas e recursos para o setor.

Vale lembrar que esta terceirização é considerada parte do Business Process Outsourcing (BPO) ou Outsourcing de processos empresariais.

Esse conceito é abrangente e inclui ainda as tarefas administrativas, financeiras, contábeis, assim por diante.

A seguir trataremos dos benefícios e motivos para terceirizar as suas atividades de TI.

Por que adotar o Outsourcing para o setor de TI?

Em primeiro lugar, esta forma de lidar com os componentes de tecnologia da informação é mais econômica. A empresa irá arcar apenas com aquilo que for contratado. Isso significa que gastos com equipamentos e colaboradores subutilizados podem ser reduzidos.

Além disto, o seu empreendimento garante maior estabilidade para os sistemas que utiliza.

Ou seja, não só possuirão um tempo de disponibilidade maior, como o seu desempenho e segurança se mostrarão superiores.

Trata-se ainda de um recurso que dá maior escalabilidade ao TI de uma organização.

Não menos importante é a liberdade que proporciona para que a empresa possa focar na sua atividade-fim.

Dessa forma, as equipes internas estarão voltadas à busca de resultados para o seu negócio e mais nada.

Entender como funciona o Outsourcing de TI dentro das empresas esclarece a relevância de adotar esta medida.

Assim, considere a terceirização estratégica no seu negócio para economizar, melhorar processos e ampliar a capacidade da sua TI.