Ter a tecnologia e a infraestrutura para manter os dados corporativos intactos se tornou um dos maiores desafios das empresas. Com tanta informação, é preciso de um espaço razoável para manter esses dados acessíveis e seguros. Mas por outro, é preciso fazer uma escolha consciente, de modo que o investimento tenha um bom custo-benefício. Por isso, confira neste artigo, qual é a melhor opção para o seu negócio, Servidor Cloud ou Data Center?

O que são estas soluções?

É preciso entender bem ambos os conceitos, para que possamos fazer a melhor escolha para a sua empresa.

O Data Center é o mais simples e direto. É a infraestrutura local, em um conceito que já é usado há algum tempo. Nele, são reunidos todos os equipamentos e dispositivos que permitem o armazenamento eficiente dos dados.

Já o Servidor Cloud é uma evolução desse conceito. A nuvem significa virtualizar a infraestrutura, armazenando em um servidor que disponibiliza os arquivos em um ambiente de rede.

Por que esta escolha é importante?

Reconhecer a opção ideal para o seu negócio é extremamente importante, especialmente dado o contexto do mercado atual. Cada vez mais, a informação é uma commodity valiosa, seja por meio de dados dos clientes, do mercado ou dos próprios produtos. Por isso, a empresa precisa ter uma estrutura para armazenar esses dados.

Mas além disso, é preciso que esse ambiente seja fácil de ser acessado e gerenciado/. A agilidade é outro aspecto importante, e o servidor deve permitir o acesso e o controle das informações de maneira rápida e eficiente.

Quais são as vantagens e desvantagens de ambos?

Por isso, é preciso conhecer as vantagens e desvantagens de ambos os modelos, de modo que possamos encontrar o que se adéqua melhor ao seu caso.

O Data Center, por exemplo, demanda um custo extra com manutenção do equipamento, além da infraestrutura necessária para mantê-lo. Além disso, é preciso também ter uma equipe interna para gerenciar esses dispositivos.

Já a nuvem, tem na escalabilidade uma de suas grandes vantagens. Isso quer dizer, que se existe a expectativa do crescimento do negócio, também é necessário aumentar a infraestrutura que irá contê-lo.

No caso do Data Center, é preciso fazer a troca dos equipamentos ou, pelo menos, apenas trazer novos dispositivos para compor parte do ambiente. Na nuvem, esse custo é muito menor. A infraestrutura já existe e você pode contratar apenas a parte que tenha um tamanho relativo ao seu negócio.

Se ele precisar crescer, basta renegociar o plano de contratação, para que façam parte do pacote mais espaço e mais recursos.

Outro ponto interessante, é no caso da segurança. Ambas as soluções são bem seguras. Mas no caso do Data Center, é possível ter um ambiente completamente desligado do cenário externo.

Por outro lado, a nuvem permite criar soluções de backup on-line, além de ter ferramentas de segurança muito mais fortes do que a de um Data Center, por conta da experiência e habilidade do provedor de serviço no assunto.

Já no Data Center físico, também existem riscos. Normalmente, os dados acabam ficando expostos por causa dos outros fatores. Acidentes, problemas por conta do mau uso e outras situações podem levar a danos nos equipamentos e, consequentemente, à perda de todos os dados que estão ali. Por isso, ao escolher essa opção, você está apenas trocando um risco pelo outro.

Conhecendo um pouco melhor as opções, é possível responder a seguinte pergunta: qual é a melhor?

Na verdade, a resposta é: depende. Cada um deles é mais adequado para uma empresa específica. O seu tamanho, e até mesmo o setor onde atua, afetam a escolha.

O fator do preço

Por exemplo, normalmente, o Servidor Cloud tende a ser bem mais barato. Além disso, em um vácuo, existe a questão do uso ideal do recurso. No Data Center, por mais que ele seja muito bem dimensionado e planejado, é praticamente irreal pensar que ele será usado o tempo inteiro, o que significa que existe um certo desperdício.

É possível que esse planejamento seja feito de maneira equivocada ou, como dito acima, exista um pico de demanda em um momento específico.

Para um exemplo prático, imagine uma loja online. Ela tem um ritmo de vendas natural, durante todo ano, mas que explode no Natal. Evidentemente, nessa época, é preciso de mais poder de processamento para armazenar todas as informações. Com a nuvem, pode ser construído um plano que cuide dessas demandas, já com o Data Center, não existe uma forma muito prática de fazer isso.

A performance

Outro ponto de destaque, é a performance. Neste caso, a resposta ainda é bem mais sutil, dependendo dos equipamentos que você tem disponível. Com a solução na nuvem, é mais fácil medir a performance e, como vimos acima, é mais barato.

Mas é evidente que se você tiver equipamentos muito bons na sua infraestrutura de Data Center, ela irá ter uma performance excelente. Contudo, é impossível discutir performance sem mencionar mais uma vez o preço. Na nuvem, isso é feito por uma fração do custo, permitindo mais recurso para aumentar a performance geral. Por isso, geralmente, essa solução tem o melhor custo-benefício para as empresas.

Como saber qual é o melhor?

Por isso, o mais importante desta dúvida é reconhecer que existem vantagens e desvantagens em cada um deles, e que cada um é mais adequado para uma situação específica. Por isso, ao procurar uma solução, o primeiro passo é olhar para dentro da sua própria empresa.

Determine o que ela precisa e avalie entre todas as opções disponíveis, até encontrar a que se encaixe melhor na sua necessidade. Cada uma apresenta vantagens e desvantagens, e as decisões devem ser feitas de modo a aumentar as vantagens e diminuir ou eliminar as desvantagens.

Em qualquer caso, precisa ser considerada a questão do custo-benefício. Por isso, o ideal é procurar uma solução sob medida, que irá entregar exatamente o que você precisa, sem pecar por falta ou por excesso. Conhecendo bem a solução que a sua empresa precisa e todas as opções disponíveis, podemos encontrar juntos a resposta ideal para você.